Folheto

 

Folheto é um livro de combate, em busca da “comunhão possível”, que passa pela poesia. Atravessado pelas tristezas do nosso tempo, Paulo escreve para atravessá-la. Cercada pelos gritos da selvageria, a poesia de Paulo revida – responde com vida contra os ataques da morte, canta – estrebucha – “enquanto restar-nos/ um cotoco de lápis”. Sorte nossa. Tarso de Melo



30,00


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Novidades